Verificação de Código de Barras

Como Verificar os Códigos DPM

Códigos com marcação direta na peça são verificados em relação ao padrão AIM DPM

Os códigos com marcação direta na peça (DPM) podem variar na aparência. O substrato (superfície) no qual um código é marcado pode exibir propriedades ópticas variáveis e interferir na formação da imagem. Os métodos de marcação direta na peça, como impressão por pontos e gravação a laser, são propensos a produzir códigos com baixo contraste, má posição da célula ou tamanho de célula inconsistente. Além disso, a superfície que está sendo marcada pode ser emaranhada, moldada ou altamente reflexiva, e raramente é tão limpa e uniforme como um rótulo. As superfícies podem ser lisas e brilhantes, franzidas, riscadas, estriadas, grosseiras ou granuladas. Portanto, o método de verificação dos códigos DPM deve fornecer resultados confiáveis e consistentes sob todas as condições. O controle do plano de fundo e a iluminação adequada são muito importantes para os códigos DPM, que são verificados em relação à norma AIM DPM.

Ângulo de Iluminação

A norma de verificação para marcações diretas na peça - ISO TR 29158 (AIM DPM) - é muito semelhante à ISO/IEC 15415. Uma exceção é que a norma permite ângulos de iluminação de 30 e 90 graus, além de iluminação de 45 graus. Iluminação de 30 e 90 graus possibilita a iluminação de símbolos em superfícies desafiadoras, como substratos curvos ou reflexivos.

Campo de Visão

Qual é o tamanho do maior código de barras impresso? Um verificador de código de barras necessita de um campo de visão que seja grande o suficiente para caber em um código de barras 2-D DPM e ainda deixe espaço suficiente para atender aos requisitos da zona de silêncio específicos desse tipo de símbolo.

Dimensão X Mínima

Quão pequeno é o menor módulo (espaço ou célula) do seu código? Essa medida é a dimensão x mínima. Um verificador deve ser capaz de acomodar uma dimensão x mínima do código; caso contrário, a resolução da câmera não será capaz de capturar adequadamente a imagem necessária para realizar a verificação.

Estilo do Verificador

Para códigos 2-D DPM em produtos que variam em forma e tamanho, um verificador com a capacidade de ajustar a altura da câmera para o foco adequado será útil. Uma altura ajustável também é ideal para códigos DPM 2-D que são impressos em uma parte recuada de uma peça. Para códigos de barras grandes ou rótulos com múltiplos códigos de barras que precisam ser verificados ao mesmo tempo, recomenda-se um verificador de estilo “caixa” de desktop com um campo de visão de até seis polegadas de largura.

Capacidades do Software

Ao julgar o componente do software de um verificador de código de barras, certifique-se de que ele possui a funcionalidade de classificar e diagnosticar problemas no processo de impressão de códigos de barras. As coisas a serem consideradas incluem se a interface do usuário é fácil de usar, gera relatórios, classifica o padrão AIM DPM e exibe erros de formatação de dados.

Conteúdo Relacionado
PRODUTOS COGNEX EM DESTAQUE

ACESSE O SUPORTE E TREINAMENTO DE PRODUTOS E MAIS

Junte-se ao MyCognex

TEM ALGUMA PERGUNTA?

Os representantes da Cognex estão disponíveis em todas as regiões do mundo para ajudar com as suas necessidades de visão e leitura industrial de códigos de barras

Fale Conosco
Loading...