Empresa

História da empresa

Founders
Fundadores da Cognex, Robert J. Shillman (sentado), Marilyn Matze Bill Silver em foto tirada para artigo da revista Fortune, em 2004, intitulado "Heroes of Manufacturing" (Heróis da Fabricação).
DataMan
O primeiro leitor OCR industrial da Cognex, DataMan.  Os fundadores da Cognexcomemoraram com um brinde de champanhe quando o primeiro sistema protótipoDataMan leu com êxito seu primeiro caractere.Demorou 90 segundos para o sistema ler o número “6”.
Patents
A Cognex recebeu uma de suas primeiras patentes para Search, uma poderosaferramenta de software que melhorou consideravelmente aperformance da visão mecânica permitindo a localização rápida e precisa de padrõesem imagens em escala de cinza. Atualmente a Cognex tem um portfólio de mais de250 patentes por avanços na área de tecnologia de visão mecânica.

Uma nova empresa e uma nova indústria

Cognex Corporation foi fundada em 1981 por Dr. Robert J. Shillman, um professor e conferencista em percepção visual humana no Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Dr. Shillman decidiu deixar a carreira acadêmica para dar início à Cognex, investindo a poupança de uma vida inteira, de US$ 100.000, na empresa. Convidou dois alunos formados pelo MIT, Marilyn Matz e Bill Silver, para embarcarem com ele nesse empreendimento, oferecendo bicicletas grátis para convencê-los a deixar o MIT pelo período de um verão. O que começou como um trabalho de verão para Marilyn e Bill tornou-se o início de uma carreira, uma vez que eles permaneceram a fim de ajudar na cofundação da empresa. Essas três pessoas deram o pontapé inicial na Cognex, assim como o nome derivado da frase "Cognition Experts" (Especialistas em Cognição).

Primeiro sistema de visão

A empresa produziu o primeiro sistema de visão, DataMan, em 1982. O DataMan era o primeiro sistema de reconhecimento de caractere ótico (OCR, Optical Character Recognition) industrial do mundo capaz de ler, verificar e garantir a qualidade de letras, números e símbolos marcados diretamente nas peças e componentes. O primeiro cliente da Cognex foi um fabricante de máquinas de escrever, que adquiriu o sistema para inspecionar as teclas em cada máquina de escrever a fim de garantir que elas estavam localizadas na posição correta.

Cognex foi uma das empresas pioneiras em um mercado que logo foi ocupado por competidores, todos com o objetivo de assegurar uma posição no novo nicho de mercado, a visão mecânica.  Nos anos iniciais, a visão mecânica gerava grande entusiasmo como parte da “revolução robótica”. As pessoas acreditavam que a visão mecânica poderia revolucionar não apenas a manufatura, mas também áreas tão diversas como transporte e utilidades domésticas.  A realidade não se mostraria tão fácil ...nem tão rápida….como se previa.

Primeiros obstáculos

Apesar de uma crescente lista de clientes que usam a visão Cognex, importantes desafios logo se tornaram aparentes no modelo de negócios da empresa.  A implementação de um aplicativo de visão nos primeiros anos exigia conhecimento em programação de computador, também usuários que demandavam considerável suporte.

Além disso, as condições de fábrica eram imprevisíveis.  Os primeiros sistemas geralmente não funcionavam conforme esperado fora dos laboratórios de desenvolvimento, onde fatores como iluminação, reflexos e sombras podiam ser controlados.   Percepções equivocadas sobre o que a visão realmente podia obter, combinadas à baixa confiabilidade nas configurações de fábrica, fizeram muitas empresas gastarem muito tempo com suporte para aplicativos de clientes.  Consequentemente, a Cognex...e todas as outras empresas que entraram nos negócios de visão... estavam perdendo dinheiro.

Em 1986, a Cognex introduziu um importante avanço técnico que ajudou a resolver o problema de confiabilidade do sistema.   O cofundador da Cognex, Bill Silver, desenvolveu uma poderosa ferramenta de software chamada Search que era capaz de localizar padrões em imagens em escala de cinza com muita rapidez e precisão e, com isso, melhorou consideravelmente os resultados alcançados pelos usuários com os sistemas de visão.

Ao mesmo tempo, a Cognex lançou uma nova estratégia de negócios que ajudou a garantir a sobrevivência da empresa e sua subsequente liderança de mercado.

Essa estratégia era desenvolver e vender hardware de visão mecânica e produtos de software para fabricantes de equipamento original (OEMs), que podiam integrar a visão mecânica no equipamento fabricado que vendiam em suas fábricas.  Esses OEMs tinham engenheiros no quadro de funcionários com experiência para programar aplicativos de visão, os quais, portanto, eram fornecidos aos usuários finais com equipamentos que já tinham visão integrada neles.

Essa combinação de tecnologia superior e nova direção de negócios forneceu a receita vencedora que ajudaria a Cognex a ter sucesso e crescer enquanto a maioria das outras primeiras empresas de visão logo fecharam ou saíram do mercado.

Semiconductor Success
Os fundadores da Cognex, Dr. Bob Shillman, Bill Silver e MarilynMatz (no centro) receberam o prêmio SEMI de 2005 em reconhecimento àssuas contribuições técnicas para fabricação de semicondutores.

Sucesso do semicondutor

Como um fornecedor OEM, a Cognex começou a procurar mercados em que a visão mecânica fornecesse importante vantagem competitiva. A Cognex encontrou mercado na indústria de equipamento industrial de semicondutores e eletrônicos.

Essa indústria já tinha reconhecido o valor da visão mecânica para ajudar a melhorar o rendimento, manter a integridade de salas limpas, eliminando a manipulação humana de componentes de semicondutores frágeis e reduzir o tamanho de circuitos, resultando em mais chips por wafer de silício.

Muitos fabricantes de equipamento industrial tinham seus próprios grupos internos de desenvolvimento de visão.  Entretanto, o foco e o conhecimento da Cognex ajudou-os a fornecer tecnologia muito mais efetiva do que as soluções desenvolvidas pelos OEMs.

A Cognex tornou-se rapidamente o fornecedor líder de visão mecânica para fabricantes de equipamentos industriais de semicondutores e produtos eletrônicos, os quais passaram a integrar a visão da Cognex em muitos tipos de máquinas usadas na fabricação de chips de semicondutores e placas de circuito impresso.

Durante a década de 1990, a Cognex trabalhou com esses clientes para impulsionar as fronteiras da fabricação auxiliadas pela visão mecânica.  A Cognex desenvolveu algoritmos ainda mais capazes de atender às exigências de velocidade e requisitos de desempenho de seus clientes de semicondutores e produtos eletrônicos e, com a ajuda da Cognex, a visão foi introduzida cada vez mais em etapas do processo de fabricação.  

Hoje, a visão mecânica é fundamental em cada etapa de fabricação de semicondutor, a grande maioria desses aplicativos foi desenvolvida por engenheiros da Cognex.  Em 2005, os fundadores da Cognex, Dr. Robert J. Shillman, Bill Silver e Marilyn Matz foram homenageados pelos Fabricantes internacionais de semicondutores (SEMI - Semiconductor Manufacturers International) com o prêmio SEMI de 2005, em reconhecimento de suas importantes contribuições técnicas para fabricação de semicondutores.

NASDAQ
Em 2004, a Cognex foi convidada a negociar ações na Nasdaq emcomemoração ao seu 15º ano como uma empresa de capital aberto.

A Cognex torna-se líder de mercado

A estratégia da Cognex centralizada em OEM valeu a pena. No início de 1987, a empresa tornou-se lucrativa pela primeira vez em sua história. A Cognex tornou-se pública na bolsa NASDAQ em 1989, à cotação de US$ 1,38 por ação. Em um ano, o preço das ações triplicou.

A Cognex definiu o crescimento de seus negócios nesse período com a expansão internacional.

Em 1989, a Cognex abriu seu primeiro escritório internacional em Munique, Alemanha.  Em 1990, a Cognex abriu uma filial sediada em Tóquio, a Cognex KK, para atender ao rápido crescimento da empresa junto a grandes fabricantes industriais de semicondutor e eletrônicos no Japão.  Hoje, a Cognex conta com escritórios por toda América do Norte, Europa e Ásia para atender sua base de clientes multinacionais e centenas de distribuidores que incluem produtos Cognex em todo o mundo.

Em 1995, a empresa fez a primeira de muitas aquisições comprando a Acumen, um desenvolvedor de equipamento de identificação de wafer para a indústria de semicondutores, com sede nos Estados Unidos. As aquisições tiveram um papel importante no crescimento da empresa, isso permitiu que a Cognex entrasse em novos mercados de visão mecânica.

Shipments
Em 1999, após 18 anos nos negócios, a Cognex comemorou a entrega de seu 100.000º sistema de visão.  Em 2003--apenas quatro anos depois--a empresa atingiu a marca de 200.000.

Expansão do mercado de visão mecânica

Em meados de 1990, a Cognex voltou sua atenção para o mercado do usuário final, que provou ser tão elusivo nos primeiros dias.  Para isso, a Cognex concentrou seu desenvolvimento em novos produtos de visão que poderiam ser facilmente usados por técnicos de chão de fábrica, com pouco ou nenhum treinamento.

Em 1994, a empresa apresentou o Checkpoint®, um sistema de visão baseado em PC, projetado especificamente tendo em mente clientes usuários finais.

Em 2000, a Cognex levou a visão do usuário final a um patamar gigante, com a introdução do In-Sight®, um sistema que combinava câmera, processador e software de visão em uma única unidade compacta, com o tamanho aproximado de um telefone celular.  O In-Sight melhorou muito a facilidade com a qual os técnicos de chão de fábrica podiam configurar um aplicativo de visão, substituindo completamente a programação por uma simples interface de "arrastar e soltar", que imitava os programas comuns de planilha de negócios.

Também lançado nessa época foi o sensor de visão Checker® propositadamente muito simples, projetado para competir com os sensores fotoelétricos de aplicativos, como usados para detecção de presença/ausência. E, em 2004, a Cognex introduziu seu primeiro produto de visão portátil—um leitor de código de identificação, chamado DataMan. O novo produto foi denominado DataMan em homenagem ao primeiro sistema de visão da empresa, que também foi projetado para aplicativos de identificação.

Esses importantes avanços em função e usabilidade, combinados com a redução de custos de implementação de aplicações de visão mecânica, ajudaram a aumentar significativamente a aceitação da visão mecânica na fabricação em geral.

Enquanto a fabricação de semicondutores continua sendo um importante mercado para a visão da Cognex, atualmente uma porção maior da receita da empresa é proveniente de aplicações genéricas de fabricação em áreas como fabricação de produtos farmacêuticos, automotivos, de saúde, de embalagem, aeroespaciais e de consumo.
Shillman Early Product
Fundador da Cognex, Dr. Bob Shillman, com um dos primeiros sistemas de teste da Cognex
DataMan
O atual leitor de identificação de montagem fixa Cognex DataMan 100 concentra muito mais funcionalidades em um conjunto bem mais compacto.

Visão do século 21

Os sistemas de visão atuais percorreram um longo caminho, desde o primeiro sistema DataMan, que foi desenvolvido no início da década de 1980.  A funcionalidade e o projeto voltado ao usuário, agora disponíveis aos clientes da Cognex, são resultados de 30 anos de experiência manual para desenvolver nova tecnologia de visão e atender aos mais desafiadores aplicativos de visão do mercado.

Atualmente, a Cognex retém o foco como uma empresa de “especialistas em visão”. A empresa continua a investigar novas maneiras de melhorar o desempenho da visão mecânica industrial, ao mesmo tempo em que explora novos mercados, em que a visão pode fornecer uma vantagem competitiva.